Feeds:
Posts
Comentários

Pois bem, nessa semana começaram as vendas públicas da coleção de Stella McCartney para C&A e junto com ela veio a polêmica sobre o comportamento consumista de um mundinho fashionista irreal.

Antes de começar qualquer discussão… a coleção é da C&A, mas assinada pela Stella. Logo, é confecção , acabamento, logística e vendas C&A. Então nem adianta vc sonhar que conseguiu comprar a preços módicos um exclusivo modelito da sua grife, pois na real o que vc adquiriu foi um carissímo produto C&A, que de exclusivo tem pouca coisa ( inclusive se vc for a uma festa ou a alguma reunião “it”, recomendo não ir com seu récem adquirido modelito pois acredito que vc encontrará alguns pares de vasos por ai).

Mas essa semana o que me chamou a atenção foi uma discussão que tive no meu Facebook ( ironicamente fui chamada de fútil por não defender uma postura consumista). Na discussão a pessoa dizia que a essa ação veio para agraciar o país com uma coleção da Stella, afinal quem nesse país tem dinheiro pra uma passagem pra NY e U$1200 para comprar uma peça dela. Eu acho que se ninguém no país tem essa condição, tb não terá para comprar um casaquete de paetê no valor de 500 reais e muito menos lugares para ir com ele.

Mas ela defendia veementemente essa posição, mas em momento nenhum a vi comentando sobre a beleza das peças, do corte ou da exlusividade do desenho. Só via a menção a etiqueta. Logo me pergunto, o macacão de malha que é objeto de desejo entre várias its e fashionista, teria todo esse apelo se estivesse na vitrine do Tora-Tora?

O que vejo é que as pessoas não estão pagando 300 reais por um blazer e sim pela etiqueta. Quantas não comprarão a camiseta (a peça mais barata da coleção), só pra falar.. “olha eu tenho uma Stella”..

Outra questão levantada é que a C&A quer mudar de público. Aham.. se for isso, que ilusão né. Ou vc acha que aquelas meninas que estavam na pré venda realmente estarão interessadas em comprar alguma coisa da Clock House , uma calça Jingler´s ou outra peça das marcas dela??

Uma das piadas mais difundidas sobre as its e blogueiras no assunto é de que quando em seus looks do dia, elas estão usando alguma roupa dessas lojas Fast Fashion, elas nunca creditam por vergonha e colocam como Acervo pessoal. Mas agora vai aparecer um monte escrevendo que estão com um modelito da Stella McCartney sem postar o “by C&A”.

Na real esse tiro pode sair pela culatra. Como?? Fácil…

A consumidora fiel da C&A é aquela que paga no cartão em várias vezes, que sempre está lá em busca daquela peça que ela quer ter por um preço que caiba no orçamento e em shoppings populares. E de repente essa mesma consumidora é colocada de lado pra dar lugar a um bando de its e afins, numa pré venda regada a champagne. Ah, mas elas compram tudo a vista e trás um rendimento incrivel a marca.

Um dia questionei uma diretora da C&A do porque as camisetas da Disney deles serem tão caras, e ela disse que os direitos do produtos elevavam o preço dela. Então vc acha que com o nome da Stella as coisas foram mais baratas e que o lucro foi absurdo?? Ou seja se quiz fazer propaganda pra uma classe que não entra nas lojas e deixar de lado aquelas que realmente são as consumidoras.

Logo, confesso me interessei muito por um blazer que tinha na coleção, mas depois de ver o preço , achei mais interessante comprar um casaco de lã que a Renner está vendendo por 100 reais a menos e garanto que não ficarei hypada, mas estarei bem quentinha e do jeito que eu gosto.

Em tempos a próxima coleção a ser lançada será a da Christina Aguilera, será que eles convidarão as mesmas pessoas da pré venda da Stella e será que rolará o mesmo frisson??

Anúncios

Para quem não sabe a Porto Seguro tem o Beneficio Pet para seu segurados ( pelo menos para os de carro, que é o meu caso). Esse benefício dá direito a  “3 atendimentos veterinários para cães e gatos e respectivos retornos, em até 15 dias, ambos agendados, com clínico geral, em clínicas veterinárias credenciadas.”

Mas tem uma condição:

1- Verifique a clínica veterinária mais próxima de sua residência, o desconto oferecido e o horário de atendimento ao segurado Porto Seguro, o mesmo não é oferecido fora dos períodos determinados no site. Consulte aqui

2- Como todos os atendimentos são realizados mediante agendamento, sempre entre em contato com a clínica antes de levar o seu bichinho.

3- No dia da consulta veterinária leve o cartão Porto Seguro.

4- Se tiver mais de um animal não esqueça de agendar mais de uma consulta com a clínica.

Obs: O agendamento é obrigatório se não o fizer a Porto Seguro não cobre

Como posso “doar” minhas consultas?

Sendo a apresentação do cartão da Porto Seguro obrigatório. A sua presença será necessária, então a doação procederá dessa forma. Sabendo que algum animal precisa de ajuda vc combina com algum protetor ou mesmo com o dono de marcarem em algum clinica que seja melhor para vc, como tb é obrigatório o agendamento fica mais fácil de marcarem em algum dia comum. Assim sendo, no dia da consulta o animal dá entrada como seu.

Muitos animais precisam de uma consulta só para saber qual é o problema ( recentemente uma cachorrinha que acreditavamos estar com problemas na operação, na verdade estava com uma doença venérea que poderia ser medicada normalmente) , não precisam de internação e nada.São casos de pele, filhotes encontrados na rua, onde precisamos saber a idade, se tem alguma doença, casos comuns e são principalmente esses onde suas doações são mais que bem vindas.

P.S. Se alguém souber de algum veterinário que tem esse benefício, podemos postar a clinica aqui para ajudar.


Tenho sérios problemas com o cinema brasileiro, mas hoje tive que me curvar diante dele.

Tropa de Elite 2 é o melhor filme que já assisti, e acho que demorará pra algum outro filme passar-lo. E ele não é só bom por causa do argumento e sim por todas as sutilezas dos atores e da fotografia, as ironias nas falas e na direção de arte, uma bem sucedida trilha sonora e por colocar o dedo na cara de TODOS, até mesmo de você e eu.

Começo elogiando dois nomes: José Padilha e Bráulio Mantovani, os roteiristas do filme. Quero deixar a genialidade de Padilha no roteiro e não falarei muito da direção.

A primeira ironia vêm logo no começo do filme ( não são os patrocinadores, mas poderia ser) quando uma frase entra para avisar que apesar das coincidências, aquela era uma obra de ficção. Inevitável segurar o riso. O roteiro é cheio desses pequenos detalhes, como a fala “ O problema foi aquela camiseta com os escritos “Direitos Humanos” em INGLÊS, manchado de sangue”, claro que nesse momento foi colocado algum tipo de critica, porque estava escrito em inglês e a ênfase na fala?

Cálculos absurdos como a comparação do crescimento da pop. Carcerária comparado com o crescimento populacional, mostram o absurdo de algumas bases teóricas para um interesse comum. Como também a sugestão de Cap. Nascimento batizar de “operação Iraque” uma operação da policia cuja justificativa ele acha duvidosa. Mas a maior ironia ficou no título.

O título do filme na verdade é “Tropa de Elite 2 – O Inimigo agora é outro”, quem é esse inimigo?

De pronto a resposta seria: A Polícia Corrupta. Mas não é bem isso, no começo vemos uma crítica aos direitos humanos, depois passamos para a mídia e a corrupção dos policias. Mas ele também coloca o dedo na cara do pessoal da Favela que faz Gatonet (“Afinal,  favelado também merece uma teve de qualidade”), na mídia sensacionalista que nos defendem em nome do seu próprio interesse e sem dúvida nenhuma, ele aponta o dedo pra NÓS. Isso mesmo, pra você e pra mim, quando um dos políticos corruptos se levanta frente uma acusação e diz “Eu fui eleito! eu fui eleito!”. Pois é o grande vilão do filme, também tem um dedinho podre nosso.

Sutilezas do roteiro também podem ser visto na interpretação dos atores, uma cena que muito chamou a atenção se passa num churrasco na favela, onde todos estavam felizes, mas sutilmente você pode perceber que o comandante Fábio está cabisbaixo e algo lhe incomoda. Ou mesmo quando Russo não faz continência em um enterro.

Na Direção de Fotografia me chamou a atenção as cenas de ação. A cena do helicóptero passando pelo campinho é fantástica, mas mesmo sem efeitos especiais, as cenas em que Cap. Nascimento chega em casa e vai até a cozinha mostram como a fotografia podem passar o sentimento do personagem, sem fala e somente com o uso da iluminação.

Se temos ironias no roteiro, a Direção de Arte assina todas as ironias em forma de pequenos detalhes espalhados pelo filme. O cartaz de “Gás, somente aqui”, o logo e o nome do jornal e principalmente o logo do partido de  Fraga.

Mas quero terminar esse texto parabenizando Pedro Bromfman com a mais bem sucedida trilha sonora do Cinema Nacional. A música tema é cantada desde a estréia do primeiro filme e sem dúvida nenhuma imediatamente vêm a sua cabeça quando se fala “Tropa de Elite”, antes dela qual música tema era tão marcante assim?? Mas não posso me limitar a somente essa música, as inserções durante o filme, me lembra muito o modo de trabalhar de Gustavo Santaolalla, mas além disso não acredito que o final do filme seria tão impactante como quando o filme acaba e a primeira frase de “O Calibre” do Paralamas do Sucesso.

Nessa hora confesso, o coração apertou e uma vontade imensa de chorar surgiu…

“Eu vivo sem saber até quando ainda estou vivo
Sem saber o calibre do perigo
Eu não sei, da onde vem o tiro…”

Ps. Até a propaganda dos patrocinadores é bem colocada e não nos agride, a cerveja está no bar mesmo e não num momento sem sentido e a operadora de telefonia é quem faz o streaming que eles precisavam

Fred

Numa noite de julho, ao sair de casa, a filha da minha amiga Marcia Ladessa, encontrou o Fred na rua. Ele tinha sido atropelado e vendo a situação dele, ela resolveu resgatar e pedir ajuda a mãe. Tentaram ir no hospital da Usp, mas estava fechado por causa do jogo e acabaram levando ele até o hospital da Anhembi Morumbi, onde ele foi operado e colocaram um pino.

Tudo bem com o Fred que está em recuperação, anda com dificuldade… mas está sendo super bem cuidado.

Acontece que a conta foi alta, bem alta. Só a operação ficou por volta de R$1.200 reais que elas conseguiram parcelar, enquanto tentam ver uma maneira de conseguir ajuda. Por sugestão, falei para ela sobre o site vakinha e ela abriu uma conta.

Quem puder ajudar o site é vakinha do Fred , algumas pessoas já estão ajudando informalmente pagando consultas e remédios. Esse mês, ele voltará para uma nova consulta e assim que tiver novidades eu repasso. Abaixo, algumas notas que comprovam os gastos.

Ontem a polêmica no twitter foi a declaração do Sylvester Stallone sobre como é filmar no Brasil. Prestem atenção: COMO É FILMAR NO BRASIL e não como é o Brasil.

Porque falo isso, pois foi a idéia que me passaram várias pessoas, pois foram logo falando : ” Como ele é idiota, claro que sabemos que aqui é perigoso, mas ele não devia falar sobre isso lá fora”. É parece que esse erro de interpretação foi bem comum em muitos outros usuário do twitter.

Vamos analisar a frase polêmica:

“Gravar no Brasil foi bom, pois pudemos matar pessoas, explodir tudo e eles (os brasileiros) dizem obrigado” – Ok, e onde ele está mentindo? Quem trabalha com cinema sabe a burocracia que é fazer certos tipos de cenas, muitas delas precisam de várias autorizações, agendamento com policiais, não se pode filmar em qualquer lugar e etc..

Mas não raro, é só aparecer um gringo que automaticamente tudo se abre e como disse a Kira: “Com mulatas, feijoada e caipirinha”.

Ahhhhh.. pera lá não é bem assim.. Não é??

Quer um exemplo: 50 cents. O que ele fez? Ele pediu para trancarem todas as pessoas no camarim enquanto ele passava, não queria encontrar com ninguem e o que nós fizemos, família unida que xinga muito?? Nós falamos com certeza, trancamos todos e dissemos ao final do show: Obrigado!!

E falando em 50 cents, um dos DJ dele perguntou no twitter o que deveria trazer ao Brasil e que foi orientado a trazer camisinhas. Alguns músicos brasileiros revoltados disseram: Que absurdo, o senhor deveria trazer na sua bagagem respeito.

Hum.. analisando tudo isso..

O cara é americano, lá nos EUA somos conhecidos pelos biquines brasileiros ( minúsculos e que fazem sucesso por mostrar quase tudo), pela braziliam wax ( depilação intima),pelo predisente que curte uma cachaça, pelas mulatas e carnaval… que imagem vcs querem que o cara tenha de nós??

Uma das pessoas que reclamou disso.. o Sr. Marcelo D2 tem um clipe onde uma mulata aparece sambando e semi-nua, e depois quer que o cara tenha respeito??

Acho que antes de fazermos #mimimi com o que o Sylvester Stallone falou, deveriamos fazer uma auto -analise e ver se isso é tão absurdo.

Mas mais absurdo e povo se unir no twitter e xingar muito. Vem cá… vc que xingou muito no twitter, se vê uma pessoa jogando lixo na rua vai lá e reclama? Lembra em quem voltou na última eleição? Faz alguma coisa quando alguém maltrata os animais? Vai atrás do seus direitos?

E principalmente… Você já abandonou o ” jeitinho brasileiro”??

Antigamente ir ao Shopping era um programa que eu amava… mas ultimamente virou um tormento, principalmente se for de Final de Semana…

Não sei o que aconteceu da época que eu gostava de ir para os dias atuais, mas parece que no final de semana esse estabelecimento comercial reúne toda a falta de educação que as pessoas podem ter e consequentemente essa falta de educação tende a contaminar justamente aqueles que mais tempo passam dentro dele: Os Vendedores…

Quantos de vcs não suportam quando mal se entra numa loja e eles vão se apresentando, dão um cartãozinho e pedem para que os chame se precisar.. como se isso fosse preciso, já que eles não saem de perto..

Mas creio que a situação que mais me irrita é outra… tenho um problema sério com um tipo de vendedor.. aquele que quando vc entra numa loja e pede uma camiseta branca.. ele traz todas as camisetas e todas as vestimentas brancas…

Hoje passei por uma situação assim.. entrei numa loja de calçado que tem aquele lance do atendimento por fila, ou seja, pedi ajuda para um vendedor que disse não poder me atender e começou a chamar o próximo da fila… esse estava conversando com a gerente e nem prestando atenção.. mas aquele que estava não podia me atender .. diríamos que não começamos bem…

Ok.. ai entra outro ponto… a maioria das lojas trabalha por comissão.. ou melhor elas oferecem um péssimo salário e dizem: “Mas vc ganha a comissão de x%” … dentro disso temos dois pontos, uma loja que podia ser menos FDP e um vendedor que precisa saber ganhar essa comissão e com certeza esse que me atendeu não entende disso.. porque…

Eu cheguei super disposta a comprar o sapato… fui.. indiquei e disse: “me traga o 37 e o 38, quero ver os dois” … e lá foi ele.. dentro da loja percebi uma bolsa linda.. peguei para mamis ver e depois pedir o preço.. acabei vendo isso na etiqueta e não precisei dele, desisti da compra e deixei a bolsa de lado… e nesse momento chega o vendedor…

Comecei a achar algo estranho, porque eu conhecia a marca do sapato e só tinha visto uma caixa da marca e 4 outras de coisas que eu não pedi.. mas ok.. eis então que o vendendo me saca o que eu pedi.. e ele saca .. UM PÉ.. isso mesmo.. só um pé do sapato que eu havia pedido.. caramba eu queria ver como andar com os dois e não dar uma de saci, quando perguntei do outro ele disse que havia acabado e que o outro pé estava na vitrine … NOTA IMPORTANTE: Nunca compre sapatos onde um dos pés está na vitrine.. a luz e a exposição queimam o sapato e vc terá dois de cores diferentes..

Bom.. já que eu estava com um pé só.. falei.. então me passa o 38 e eis que ele solta que não havia trazido e começou a me mostrar vários outros sapatos.. incluindo um que minha mãe riu muito porque ela sabia que eu não curtia em nada o modelo…vendo o meu descontentamento, ele saiu e foi pegar o n°38..

Acontece que nessa hora, toda a venda do rapaz caiu por terra..  porque ele já  não me trouxe  o n°38 e se meu 37 estava na vitrine, porque não me trouxe o da outra cor.. pois assim pelo menos saberia como ia ficar no pé e voltaria na loja assim que ele tivesse o numero…

Mas não!!! Ele optou por ignorar meu pedido e trazer um monte de sapatos que ele nem sabia se eu ia gostar, afinal eles eram bem diferentes do modelo que eu havia pedido e ele não me conhecia.. outro detalhe que me irritou é que quando foi pegar o 38.. ele reparou na bolsinha e não contente pegou 3 bolsas maxi para me mostrar… nessa hora eu desacreditei de verdade.. eu tinha pego uma bolsa que achei linda por ser pequena.. ele deveria ter reparado e ao menos ter trazidos bolsas pequenas e não maxi…

E foi assim que essa loja perdeu uma compra no dia e algumas outras que poderiam vir… e a comissão tb deixou de existir, comissão de uma compra certa..

triiiiiiimmmm

Algumas tecnologias nos trazem muitos beneficios como por exemplo o identificador de chamadas ou a famosa “Bina”, mas tudo no mundo tem o seu lado negro e acredito que esse é o produto que é tipo um “Ame E Odeie”…

Com a Bina tivemos a privacidade.. afinal sabendo quem é, podemos nos dar o direito de atender ou não.. mas hoje se não fosse pelos telemarketing  e os golpes que tentam nos passar.. eu realmente gostaria que nunca tivesse existido a Bina..

Fala sério, que mulher não passou por aquela situação constrangedora de ver o “ser amado” falando… vc é histérica me ligou 80 vezes, olha tudo registrado… só que não entende a diferença de ser histérica de ligar 80 vezes e falar com vc em todas e ligar 80 vezes e vc não atender… ou seja.. se vc não atende, eu ligo de novo.. e de novo… vai saber se vc não atende porque não quer.. ou porque está longe do aparelho ou ele no carro.. se for um desses casos vc nunca saberiam que houveram tantas tentativas… simplesmente não saberiam de nada e tudo ficaria normal..

Outro inconveniente é quando vc troca os telefones… por exemplo, minha tia e meu dentista tem o final de telefone que lembram anos ( ex.1980 – 1965) só que eu nunca decorei o tel da minha tia só sei que é ela por esse detalhe e vira e mexe passo vergonha com a atendente do meu dentista porque solto um ” Fala, ae!!”… acho que agora ela já se acostumou..

Mas a melhor definição de que a Bina é uma praga é a mania da minha mãe… quando alguém liga ela pega e já vai no identificador e fica..” 3… 8…2… humm.. de quem será que é esse telefone!” e não atende e sempre tenho que avisar ela que se ela não atender ela nunca vai saber… e quase sempre é alguém conhecido..

Só que para mim.. a situação que coloca a Bina na categoria… 7 pragas do Egito é…. quando vc atende um telefone e pessoa do outro lado fala: “Quem tá falando, me ligaram desse número e eu quero saber quem tá falando”… ou seja as pessoas se prenderam de uma tal forma na necessidade de informação que elas não aceitam que alguém tenha ligado, não deixou recado ou não foi atendida… precisam saber quem ligou.. é necessário… não vou conseguir sobreviver se não souber… Ahhhhhhhhhhhh

Cara simples, se eu te liguei e vc não atendeu… eu vou te ligar e falar com vc… a não ser que eu desligue porque vc demorou para atender tentando descobrir meu número e caso eu precise mesmo falar contigo.. vou te ligar até te achar.. a menos que vc veja que eu te liguei 80 vezes e ache que eu virei neurótica…